SPDF
SPDF
Menu

Relato do Mandato de Ex-Presidentes

.

Dr. Laurista Corrêa Filho (1986-1987)

À SPDF,

Agradecendo o convite desta sociedade, passo a fazer breve relato de nossa gestão (1986/87).

Cumpre informar que para maiores detalhes deveríamos recorrer às atas das reuniões realizadas no referido período.

Ao assumirmos a presidência, e, juntamente com a diretoria eleita resolvemos:

  1. Consultar os associados sobre os interesses em diversos temas relacionados à prática pediátrica.
  2. Estabelecer contato com a Secretaria de Estado de Saúde com o objetivo de colocar nossa Sociedade à disposição para eventuais consultas no tocante à área de pediatria:
  3. Na organização de serviços;
  4. Nas especialidades pediátricas envolvidas;
  5. Nas condições de trabalho dos profissionais entre outras.
  6. Organização de eventos científicos com o intuito de aprimoramento de conhecimento e atenção à criança e ao adolescente.
  7. Participação ativa no Conselho Superior da Sociedade Brasileira de Pediatria.
  8. Organização e promoção do Congresso Brasileiro de Perinatologia.
  9. Elaboração do programa: “Assistência Global, Hierarquizada e Permanente ao Recém-nascido do Distrito Federal”, apresentado à Secretaria de Saúde do DF.

Atenciosamente,

Dr. Laurista Corrêa Filho

Dr. Máiron Raymundo da Silva Lima (1998-1999)

Sra. Presidente

Gostei da ideia! Acho muito importante manter viva a história da SPDF.

A minha gestão aconteceu há 13 anos e a idade já não permite lembrar de muita coisa!

Porém, devo lembrar dos principais trabalhos acontecidos no nosso mandato:

1 – Importância fundamental na Educação Continuada, através de cursos frequentes, sempre com professores convidados!

2 – Fomento ao Aleitamento Materno.

3 – Enfoque na Importância do Desmame.

4 – Alimentação do Primeiro Ano de Vida.

5 – Trabalho permanente na Prevenção das Doenças, com enfoque na Qualidade da Alimentação.

6 – Edição de um pequeno livro de Rotinas em Pediatria.

7 – Realização do Curso Nestlé de Pediatria.

8 – Regularidade nas Reuniões Semanais da Diretoria.

Máiron Lima

Dr. José Alfredo Lacerda de Jesus (2001-2004)

Me chamo José Alfredo Lacerda de Jesus e sou Pediatra e Neonatologista. Desde sempre fui engajado com o associativismo. Ainda entre 1983 e 1992 fiz parte da Diretoria da Sociedade de Pediatria do Ceará. Ao retornar à Brasília em 1992, uma das primeiras medidas que tomei foi me associar à Sociedade de Pediatria do Distrito Federal, à época intitulada Sociedade de Pediatria de Brasília (os mais antigos se lembram) e em algumas oportunidades fiz parte ou de algum comitê ou da Diretoria. Lembro-me que fiz a edição do Boletim da Sociedade, à época impresso e patrocinado pela Nestlé e Laboratório Sabin, salvo engano. Ao final do mandato do Prof. Dioclécio Campos Júnior, então presidente que era promovido a Presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, articulamos uma chapa para disputar a eleição. À época, o voto era presencial e poucos sócios compareciam para votar. Meu vice era o Dr. Dennis Alexander Burns, atual presidente, primeira-secretária a Dra. Marilúcia Rocha de Almeida Picanço e primeiro-tesoureiro o Dr. José Marçal de Azevedo Júnior. Este último, nunca mais o encontrei e seria uma satisfação ao fazê-lo. Lembro bem que reuníamos às 2as. feiras, às 19 horas, na sede da antiga AMBr, na 915-Sul. Todas as nossas decisões eram colegiadas e vencia o pleito aquela demanda que tivesse a maior votação. Aquela época, o mandato era de 3 anos, sem direito à reeleição (tinha-se votado a mudança do regimento para o mandato de 2 anos com direito à reeleição ao final desse mandato a terminar em 2004.Foi uma época dura. A secretária à época, já vinda de outras diretorias, era a Olga. Saudade da Olga, sempre solícita e disposta à ajudar. O orçamento anual da sociedade mal dava para pagar o salário dela. Logo que assumi, encontrei um cofre na sede. Perguntei o que continha dentro e Olga me disse que estava fechado há anos, acredito desde a época do Dr. Ernesto Silva como presidente e desde então ninguém teve a curiosidade de saber o que tinha dentro dele. Chamamos um chaveiro e dentro só tinha cédulas de cruzeiros, inúmeras, mas sem nenhum valor financeiro, só sentimental. Tradicionalmente, a SPDF brindava a cada pediatra com uma agenda de compromissos. Em 2002 inovamos e oferecemos uma agenda de endereços e telefones (veja a foto). Ainda nesse ano, realizamos o “Primeiro Baile do Pediatra do Distrito Federal”, no Clube do Exército, marcando o encerramento da nossa jornada de Pediatria anual. Foi um sucesso, não só de público, mas uma noite agradabilíssima que reuniu toda a família da pediatria do DF (ver foto). Esse baile se repetiu nos 3 anos do nosso mandato e disso me orgulho muito: adoro festa. Também em 2002 atingimos uma marca histórica para a época: 35 candidatos inscritos para o TEP e 15 para o TEN, isso sem falar em outras áreas de atuação. No ano de 2003 a SPDF ofereceu pela primeira vez e de modo inovador, via Internet, ao vivo, com 50 alunos inscritos, um curso preparatório pré-TEP, algo que existe até hoje, acredito. O projeto da nossa diretoria era trazer para o Distrito Federal o Congresso Brasileiro de Pediatria em 2006. O coordenador do projeto era o Dr. Dennis. Fizemos até um vídeo profissional para divulgação, entre outras ações na mídia. Infelizmente perdemos para Pernambuco. Conversei com alguns colegas do Norte e veio a justificativa do voto contrário: os pediatras daquela região tinha como única oportunidade de “férias” na praia o congresso. Fiquei possesso. Anos depois, já na gestão do Dr. Dennis, o congresso se realizou em Brasília e fui um dos palestrantes. Findo esse ciclo e frente à esse revés e ao que pude vivenciar como presidente em reuniões colegiadas do órgão maior, decidi me afastar da SPDF (por curto período retornei) e hoje me dedico à minha atividade principal, o ensino de Pediatria na Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília, onde hoje sou Coordenador da Área de Medicina da Criança e muito feliz. Daqui a meses, serei avô de primeira viagem. A nossa sociedade é uma rede viva, que muitas vezes desconhece seu potencial, seja formadora de opinião, seja como partícipe dos grandes desafios da sociedade, na esperança de que o objetivo desse esforço caminhe na direção de um futuro mais feliz e saudável para nossas crianças,

 

Um grande abraço,

José Alfredo Lacerda de Jesus

Dra. Vera Lucia Vilar de Araújo Bezerra (1994-1995 / 2010-2011)

Prezados.

Por duas vezes tive a oportunidade de presidir a Sociedade de Pediatria do Distrito Federal (SPDF), o que significa ter a responsabilidade da condução dos anseios e expectativas de todos os pediatras do Distrito Federal (DF).

O primeiro mandato deu-se nos anos de 1994/1995.

Naquele período a nossa Sociedade funcionava no prédio da Associação Médica de Brasília (AMBr) que ficava na via W4/W5 sul em frente ao Colégio Objetivo, hoje, Faculdade UNIP.

Tive uma chapa que nos apoiava em todas as decisões e chamo a atenção principalmente da nossa vice-presidente a Dra. Matilde Braga e do nosso 2º secretário o Dr.  Gilson Bonomi. A Sociedade tinha vários problemas financeiros e quase não ofertava cursos e não fazia eventos por falta de fundos para banca-los. A única renda da Sociedade era o aluguel (bem defasado) das salas onde hoje funciona a nossa sede. Não era permitido que se recebesse qualquer ajuda de laboratórios farmacêuticos nem de qualquer outro órgão para a realização de cursos e congressos.

Durante 2 meses não tivemos dinheiro na conta que desse para pagar o salário da nossa funcionária que exercia o cargo de secretária. Completamos o salário com dinheiro do nosso próprio bolso.

Convocamos então uma reunião da Diretoria e fizemos a proposta do uso de patrocínio éticos que a despeito da não aceitação por alguns colegas, mas com a ajuda da nossa vice presidente e do nosso 2º secretário a proposta foi aprovada.

Começamos a então uma longa série de cursos e a realização de uma Jornada de Pediatria. A partir daí a nossa Sociedade vem se mantendo extremamente ativa nessas áreas.

O segundo mandato foi nos anos de 2010/2011.

Já estávamos instalados na nossa sede atual e tínhamos renda quase que própria.

Nesse período tivemos todo o apoio de todos os colegas da chapa e agradeço sobremaneira ao Doutor Wellington Borges nosso vice presidente e ao Doutor Dennis Burns, diretor de eventos.

A média foi de quase 1 evento ao mês.

Um fato importante foi ao final do nosso mandato a saída da nossa secretária e o apoio dado pela nossa sucessora, a Dra. Elisa, para a contratação da nossa atual secretária, a senhora Jatienny Dantas que vem desempenhando a sua função com maestria.

Obrigada.

Dr. Luiz Claudio Gonçalves de Castro (2014-2015)

Nos anos de 2014 e 2015 eu tive o prazer de coordenar a gestão da Sociedade de Pediatria do Distrito Federal (SPDF) junto a uma equipe muito especial de colegas pediatras compromissados e integrados na missão de fortalecer e qualificar a Pediatria do Distrito Federal, sempre suportados por nossa equipe de secretárias administrativas envolvidas e motivadoras.

Um dos focos principais ao qual nos dedicamos foi trazer para nossos associados a vivência da ciência como instrumento de revigoramento e fortalecimento da essencialidade da Pediatria e do Pediatra na promoção, manutenção e, quando necessário, no resgate da saúde física, psíquica e social das nossas crianças e adolescentes através de várias ações de educação médica continuada. A ciência está presente não apenas em instituições acadêmicas e de pesquisa, mas deve permear as várias etapas da assistência médica e interdisciplinar nas áreas da saúde.

Um outro foco especialmente trabalhado nesse período foi a integração da Pediatria do DF, congregando pediatras de todas as Regiões Administrativas do DF na composição da diretoria, na participação e na troca de experiências nas atividades científicas e na representatividade junto aos órgãos governamentais de fomento e planejamento de políticas de saúde pública. Juntos somos mais fortes e vamos mais longe.

Para nossa equipe da gestão 2014/2015 era importante dar continuidade ao belo trabalho realizado pelas gestões anteriores e deixar um terreno arado e fértil para as novas benfeitorias das gestões que se seguiriam. Cada uma com sua marca, com sua assinatura e com a complementaridade que a SPDF merece e precisa ao longo do tempo. Viver o presente aprendendo com o passado e embasando o futuro: assim devem ser nossos esforços em prol das crianças e adolescentes, suas famílias e de toda nossa população.

Dr. Dennis Alexander Rabelo Burns (2005-2009 / 2018-2021)

GESTÃO 2005 – 2007

Presidente: Dennis Alexander Rabelo Burns, Vice-presidente: Elisa Carvalho, 1º Secretaria:  Fabíola da Silva Maciel Azevedo, 2º Secretaria: Luiz Cláudio Guimarães Castro, 1º Tesoureiro: Alexandre Garcia Barbosa, 2º Tesoureiro: José Marçal Azevedo Filho, COMISSÃO CIENTÍFICA: Vera Lúcia Villar de Araújo Bezerra, Oscar Moren; Nelson de Oliveira Diniz, COMISSÃO SOCIAL E RELAÇÕES PÚBLICAS Márcia Cristina Mondaini , Salazar, Eneida Maria Fontes, Anna Lísia Rocchetti Girardi, COMISSÃO DE PUBLICAÇÕES E DOCUMENTAÇÃO: Laurista Correa Filho, Ana Maria Low, Mariângela Sampaio, COMISSÃO DE SINDICÂNCIA: Marco Antônio Alves Cunha, Carmen Lívia Faria da Silva Martins, Mairon R. Silva Lima, CONSELHO FISCAL: Bruno Vaz da Costa, Carlos Zaconeta, Vilany Mendes.

 

GESTÃO 2008/2009

Presidente: Dennis Alexander Burns, Vice-Presidente: José Tenório De Almeida Neto, Secretária: Carmen Lívia Faria Martins, 2º Secretário: Luis Cláudio G. Castro, Tesoureiro: Vilany Félix Mendes, 2º Tesoureiro:  Anna Lísia Rocchetti Girardi, Comissão Científica: Elisa Carvalho, Vera Bezerra, Comissão Social e Relações Públicas: Mariângela Sampaio, Ana Aurélia, Publicações, Documentação e Biblioteca: Wellington Borges

Fabrício Prado, Conselho Fiscal: Marisa Cavalcante, Fabricio Prado, Comissão e Sindicância: Marco Antônio Alves Cunha, Ana Cristina Bezerra.

 

GESTÃO 2018/2019

Presidente: Dennis Alexander Rabelo Burns, Vice-Presidente: Karina Nascimento Costa, 1º Secretário: Luciana de Freitas Velloso Monte, 2º Secretário: José Tenório de Almeida Neto, 1º Tesoureiro:  Flávia Watusi de Faria, 2º Tesoureiro:  Maristela Estevão Barbosa, Conselho Fiscal: Gilson Luiz Bonomi, Yanna Aires Gadelha de Mattos, Comissão Científica: Elisa de Carvalho, José Carlos Martins Córdoba, Comissão Social e de Relações Públicas: Cristiano Nader de Andrade Melo, Renata Belém Pessôa de Melo Seixas,

Comissão de Publicações, Documentação e Biblioteca: Andréa Duarte Nascimento Jácomo, Mariana de Melo Gadelha, Comissão de Sindicância: Isadora de Carvalho Trevizoli, Yanna Aires Gadelha de Mattos.

 

GESTÃO 2020/2021

Presidente: Dennis Alexander Rabelo Burns, 1º Secretário: Luciana de Freitas Velloso Monte, 2º Secretário: Renata Belém Pessôa de Melo Seixas, 1º Tesoureiro: Maristela Estevão Barbosa, 2º Tesoureiro: Gilson Luiz Bonomi , Conselho Fiscal: Isadora de Carvalho Trevizoli e Yanna Aires Gadelha de Mattos, Comissão Científica: Andréa Duarte Nascimento Jácomo, Carlos Alberto Moreno Zaconeta, Cristiano Nader de Andrade Melo, Elisa de Carvalho, José Carlos Martins Córdoba, Luiz Antônio de Almeida e Silva e Mariana de Melo Gadelha, Comissão Social e de Relações Públicas: Renata Belém Pessôa de Melo Seixas, Dennis Alexander Rabelo Burns, Cristiano Nader de Andrade Melo, Carlos Alberto Moreno Zaconeta, Andréa Duarte Nascimento Jácomo e Luciana de Freitas Velloso Monte, Comissão de Publicações, Documentação e Biblioteca: Fabiana Arantes de Araújo Mendes e Nathália Travassos Sarkis, Comissão de Sindicância: Vera Lúcia Vilar de Araújo Bezerra, Elisa de Carvalho e Mila Maia Santiago.

Com a participação de colegas dedicados e muito participativos foi possível promover intensas atividades e atuar fortemente na educação médica continuada, por meio de congressos, cursos, simpósios, complementação da grade curricular de residência médica, reuniões permanentes dos Departamentos Científicos, abertas a todo o público pediátrico interessado.
Frentes de dialogo foram estabelecidas em debates com as COREME, CNRM, Professores, Chefes de Serviço, Chefes de Residentes, Preceptores e demais atores com o intuito de colaborar com a formação do médico pediatra em Brasília, e estabeleceu-se à época parceria, para a realização de cursos considerados obrigatórios para o currículo básico da Residência Médica como Informação Médica, Crescimento e Desenvolvimento, Controle de Infecção Hospitalar, Prevenção e Tratamento de Acidentes e Aleitamento Materno.

A defesa profissional do Pediatra e da Criança foi razão de forte empenho da Diretoria, com a participação do Pediatra em discussões e recomendações para garantia dos direitos da criança e do adolescente, como a campanha para aumento de vagas em creches e escolas para público infantil.

Desfrutamos de uma excelente articulação com a Sociedade Brasileira de Pediatria e outras Sociedades de Especialidades, bem como a interação com a Associação Médica de Brasília, CRM e CFM o que possibilitou o desenvolvimento de projetos em comum no âmbito social e profissional.

Em janeiro de 2005 a SPDF, em parceria com a SBP, tendo como seu Presidente e mentor moção o Dr. Dioclécio Campos Junior, apresentou à OAB projeto inicial visando a extensão da licença-maternidade de quatro para seis meses. Com a participação da Senadora Patrícia Sabóia, o projeto tramitou pelo Congresso Nacional, autoridades econômicas e sociais e veio a ser aprovada a Lei nº 11.770, de 9 de setembro de 2008, Lei da Licença-maternidade.

Na gestão de 2007 a 2007, uma intensa aproximação dos Departamentos Científicos com os pediatras do Distrito Federal foi promovida, tornando-as abertas ao público pediátrico. A participação dos Departamentos e dos profissionais destacados em sua área incentivaram a atualização dos pediatras e a aproximação com o médico residente em Pediatria.

Importante ressaltar a participação das gestões em audiências públicas e debates com órgãos do legislativo e executivo, para inclusão do pediatra nas equipes de Saúde da Família, com o intuito de garantir a assistência à criança por profissionais adequadamente habilitados.
Iniciava-se também a luta pela manutenção da Pediatria na assistência básica e o fortalecimento da Puericultura, fundamento básico da especialidade. Em 2006 a SPDF após análise da Diretoria, foi feita a mudança da sede da SPDF para o edifício Radio Center, onde contamos com espaço e conforto adequados e modernização de sua estrutura.

Com firme atuação promovemos com a continuidade dos Congressos de Pediatria de Brasília, que posteriormente viriam a ser denominados de Congresso de Pediatria do Distrito Federal, contando com público sempre crescente a cada edição. Foram também promovidos o Curso Nestlé de Aperfeiçoamento em Pediatria e diversos congressos de especialidades, simpósios na forma de reuniões dos departamentos científicos abertas ao público interessado, Ventilação Mecânica em Pediatria e Neonatologia. Como polo de treinamento realizamos várias edições de Suporte de vida e Emergência em Pediatria e Neonatologia. Tivemos a honra de sermos parceiros da iniciativa da Unidade de Pediatria do Hospital de Base, nas Jornadas Unificadas de Especialidades Pediátricas, sob a liderança da Dra. Renata Seixas. Pudemos ainda colaborar com diversos eventos promovidos em parceria com as Sociedades de Pediatria dos estados da Região Centro-oeste, como Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e de outras regiões, como Rondônia e Minas Gerais.

A Defesa profissional promoveu ações junto à ANS, CFM, AMB, MP, AMHPDF, MPDFT  e operadoras de planos de saúde visando implementação da CBHPM, então já transformada em lei porem anda não aplicada ao trabalho pediátrico em especial a remuneração das consultas de retornos, procedimentos para internações e visitas subsequentes ao leito, reanimação cardio-respiratória, consulta pré-natal, atendimento em sala de parto, atendimento de recém-nascidos de risco, consultas de puericultura, aplicação de testes de desenvolvimento, transporte de paciente e outros procedimentos pediátricos.

A continuidade do movimento pela inclusão do atendimento de puericultura no CBHPM, no rol de honorários, com a consequente luta pela valorização do médico pediatra, na defesa da consulta pediátrica e honorários justos, contou com a participação de colegas da SPDF, fator fundamental para o sucesso obtido. Momentos difíceis foram enfrentados com intimidações e ameaças frequentes para que abandonássemos o movimento. Houve boicotes de planos de saúde com retenção de valores devidos e disseminação de notícias falsas para induzir a população a se contrapor aos médicos. Ao final toda a comunidade compreendeu e se expressou de forma empática, pois demonstramos claramente o desrespeito para com os pediatras nas condições ofertadas pelos monopólios do plano de saúde. Em especial é importante relembrar o papel dos colegas Jose Marco Andrade Resende (pediatra, membro da comissão de sindicância e departamento de defesa profissional), o qual teve atuação brilhante e corajosa para sucesso, e Dr. Alexandre Nikolai do departamento de defesa profissional, que também com a lealdade e força manteve-se combativo durante todo o processo. A legitimidade e o propósito do movimento se disseminou em âmbito nacional, promovendo melhorias de atendimento para colegas de todo país.
Após profunda análise do currículo mínimo para a formação do médico Pediatra, pelo Conselho Deliberativo, Conselho Superior, Departamentos Científicos e Diretoria da SBP, foi dado início às tratativas junto ao MEC, MS, CNRM, CFM e AMB para o projeto de ampliação da Residência Médica em Pediatria para 3 anos, sendo a SPDF encarregada de manter o bom andamento das negociações junto às entidades que são sediadas no Distrito Federal.

Na ocasião também representamos a SBP e o Departamento de Neonatologia junto à CNR, para defender ampliação do seu programa de residência para dois anos.
Iniciamos a participação da Sociedade no Programa Nacional de Recertificação dos títulos de Especialista e de Área de Atuação, junto à Comissão Nacional de Acreditação/AMB. Representamos ainda a SBP nas discussões para a criação da Área de Atuação de Emergência em Pediatria junto ao Conselho Deliberativo da AMB.

Participamos com o MPDFT/Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude, de movimento em apoio ao atendimento do adolescente pela Pediatria.

Participação ativa da SPDF como representante da SBP nos debates sobre maioridade penal junto ao CONANDA – Conselho Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente.

Em parceria com a Secretaria de Educação e Assuntos Extraordinários, tendo à frente o Deputado Alcenir Guerra, criou-se o Projeto Escola Integral, tendo sido a elaboração da atuação em saúde escolar coletiva desenvolvida pelos Departamentos Científicos da SPDF.

A educação médica continuada também teve um grande impulso com a realização do Congresso Brasileiro de Pediatria, Congresso de Pediatria do Distrito Federal, Fórum da Academia de Pediatria e Congressos Brasileiros de Especialidades, Simpósio de Genética Médica de Brasília, Curso de Imunodeficiências, diagnóstico e tratamento, bem como a continuidade das reuniões dos Departamento de Especialidades.
Em 2018 a Diretoria, trabalhou intensamente para construir uma programação densa e ampla para atender os interesses dos pediatras em sua formação. Os departamentos em sua maioria produziram muitos cursos e atividades.

Não imaginaríamos que o grande desafio seria o ano de 2020, com a pandemia do Corona vírus, sem precedentes e trazendo a necessidade de reinventarmos todas as atividades científicas, educativas, sociais e políticas naquele momento tão desafiador. A atitude decidida dos colegas da Diretoria foi crucial para a manutenção de nosso trabalho, trazendo um público cativo para além das fronteiras do Distrito Federal. A gestão então em 2020 e 2021 demandou que estivéssemos frequentemente em meios de comunicação, dialogando com autoridades e comunidade sobre a pandemia, sobre as questões de aulas e adaptações para crianças no tempo de pandemia, bem como a luta pela vacinação e apoio aos colegas de sociedades médicas, com Sociedade Brasileira de Imunização e Sociedade Brasileira de Infectologia.

Anos difíceis, porem produtivos, graças à colaboração incansável dos membros da Diretoria, que não se curvaram ao ambiente sombrio formado pelo momento inesperado trazido pela catástrofe mundial.

 

*Fontes de referência imprensa SBP:

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/sancionada-licenca-maternidade-no-distrito-federal/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/a-forca-da-pediatria/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/lancada-campanha-pelo-rapido-aumento-da-rede-de-creches/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/pediatras-ameacam-boicotar-planos-de-saude/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/atendimento-de-puericultura-e-incluido-na-cbhpm/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/pediatria-e-compromisso-com-salario-do-medico/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/sbp-apresenta-projeto-para-educacao-infantil-ao-ministro-fernando-haddad/

https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/sbp-discute-mudanca-de-modelo-com-ans-e-unidas/

https://www.yumpu.com/pt/document/read/48461378/momento-histarico-sociedade-brasileira-de-pediatria

plugins premium WordPress